Vale a leitura

por Luis Borges 27 de Maio de 2017   Vale a leitura

Ninguém está imune à depressão

Quem vê um padre da Igreja Católica exercendo suas diversas atividades ao longo de uma semana nem sempre imagina que ele pode ter algum problema mais grave em sua vida cotidiana. Celebrar uma ou mais missas todos os dias, que exigem um mínimo de preparação, fazer suas orações e leituras individuais, realizar casamentos, batizados, confissões, unção dos enfermos e atividades pastorais na comunidade, ministrar aulas, dirigir escolas… fazem parte de uma agenda com hora marcada para acontecer. Mas como será que eles, que não são infalíveis, enfrentam os seus problemas emocionais, de saúde, financeiros ou políticos em suas congregações religiosas e nas diversas instâncias da Igreja Católica Apostólica Romana? De vez em quando surgem notícias dando conta de que alguma coisa aconteceu fora do esperado, inclusive um suicídio. É o que aborda a BBC Brasil em seu artigo Depressão no altar: quando padres e sacerdotes precisam de ajuda.

“O grau de exigência da Igreja é muito grande. Espera-se que o padre seja, no mínimo, modelo de virtude e santidade”, afirma o psicólogo William Pereira, autor do livro Sofrimento Psíquico dos Presbíteros (editora Vozes). Qualquer deslize, por menor que seja, vira alvo de crítica e julgamento. Por medo, culpa ou vergonha, muitos preferem se matar a pedir ajuda”, diz”.

Super ricos são os que pagam menos impostos

A concentração de renda nas mãos de poucos brasileiros é uma das características que mais chamam a atenção sobre a desigualdade que persiste no país. Várias são as maneiras de demonstrar isto através de fatos e dados, mas um bom exemplo pode ser mostrado pela cobrança do Imposto de Renda. Os números mostram que proporcionalmente quem ganha mais paga menos. É o que mostra Mariana Carneiro em seu artigo Imposto efetivo pago por super rico é menor que o de rico, diz Receita, publicado pela Folha.

“Super ricos são aqueles que tiveram, em 2015, renda média mensal tributável de R$ 135 mil, segundo dados apresentados pelo secretário da Receita Federal, Jorge Rachid. Eles representam apenas 0,1% daqueles que declararam o IR de 2015 e o Imposto de Renda devido representou 9,1% de sua renda bruta. Já os ricos, aqueles com renda tributável média de R$ 34 mil -e que são 0,9% do total de contribuintes- pagaram o equivalente a 12,4% de sua renda bruta”.

Você está precisando de um treinador?

Muitas vezes você chega a um ponto em que reconhece estar necessitando de ajuda para solucionar um problema profissional ou até mesmo pessoal. Por outro lado começa a procurar essa ajuda, mas não quer que ela seja demorada ou que se eternize. A expectativa é que tudo se resolva num espaço mais curto de tempo, 8 a 12 sessões em no máximo 4 meses, para que a vida prossiga em busca dos resultados esperados. Esse profissional é o Coach (Treinador) que está presente no mercado fazendo seu trabalho de coaching (treinamento) de uma pessoa (coachee). Encontrar um profissional de qualidade nem sempre é tarefa tão fácil, pois a proliferação de pessoas sem perfil adequado e com formação deficiente atuando no setor é uma realidade. Conheça mais sobre o tema no artigo Coaching ajuda a alcançar metas, mas é preciso ter cuidado com falsos gurus, escrito por Carolina Muniz e publicado pela Folha de S. Paulo.

  Comentários

Publicado por

Publicado em