Barrados no churrasco

por Luis Borges 28 de Março de 2017   Música na conjuntura

Decorridos 12 dias da espetaculosa operação Carne Fraca feita pela Polícia Federal em alguns frigoríficos brasileiros, entre eles duas das maiores marcas do mercado, são muitos os desdobramentos e as consequências. Diante de tudo que tem sido falado nas diversas mídias, quero citar aqui 3 aspectos, dentre tantos, que merecem mais reflexão e ação.

O primeiro deles está ligado ao sistema de gestão da qualidade dos alimentos que estão envolvidos ao longo de toda a cadeia produtiva. Quem fiscaliza o fiscal e quem audita o auditor que faz parte do processo que verifica e atesta a conformidade das diversas etapas com as especificações previstas em leis, acordos comerciais, regulamentos e projetos envolvidos? O sistema precisa ter mecanismos à prova de bobeira, pois os critérios claramente especificados só atrapalham a ação de corruptos e corruptores.

Em segundo lugar é importante lembrar que a quantidade de informações que vieram à tona através de fatos e dados, com diferentes níveis de rigor técnico e cientifico, nos mostram que ainda temos muito que melhorar em nossa busca de informações e conhecimentos consistentes que amparem e sustentem as nossas opiniões e abordagens. Não vale o achismo nem se ter a profundidade de um pires.

Em último lugar registro que não percebi se representantes dos consumidores brasileiros foram convidados para participar do churrasco que o Presidente da República ofereceu aos embaixadores de 27 países importadores de carnes brasileiras, que ocorreu no domingo 19/3 em Brasília. Um fato curioso, não sei se percebido pelo Presidente em sua rápida reação, é que a churrascaria é especializada em carnes oriundas da Argentina, Austrália e Uruguai. Já os dados sobre as exportações brasileiras até o período anterior à ocorrência da operação policial mostram que os brasileiros são disparadamente os maiores consumidores da carne produzida por aqui. São exportados 30% da carne de frango, 20% de bovinos e 18% de suínos. No mínimo devíamos estar representados no churrasco, ainda que pagando R$119 por pessoa.

Para embalar essas reflexões sugiro que se ouça a música Churrasco, de autoria de José Mendes e Luis Muller, na voz de José Mendes.

Churrasco
Fonte: Letras.mus.br

O churrasco já está pronto traga a faca e a farinha
Chegue pra cá rapaziada que o churrasco é na cozinha
Esta vida da cidade meu bem para mim não tem valor meu bem
Me lembro da minha terra meu bem onde mora o meu amor

Quando abro esta acordeona corro os dedos no teclado
E canto nesta melodia meu viver apaixonado
Teus cabelos cor da noite meu bem olhos verdes cor do mar meu bem
Quando chegará o dia meu bem de contigo me casar

Se eu pudesse ser o sol para te espiar pela janela
Não sentiria esta saudade que eu não posso mais com ela
Eu quisera ser a rola meu bem a rolinha do rincão meu bem
Para construir meu ninho meu bem dentro do teu coração

Não precisa ser o sol meu bem nem a rola do rincão meu bem
Para construir teu ninho meu bem dentro do meu coração

Então vou falar com teu pai para o seu consentimento
Vai ter um churrasco gordo na festa do nosso casamento
Pode falar com meu pai meu bem para o seu consentimento meu bem
Vai ter um churrasco gordo meu bem na festa do nosso casamento
  Comentários

Publicado por

Publicado em